ago 23

 A bolsa cai, e muito. E como a maioria dos investidores só compra ações, começam a brotar a angustia, a raiva, a depressão, etc. E acima de tudo inicia-se uma tendência a ter raiva de quem diz ou disse que a bolsa ia cair.

Mas a bolsa cai. Ela sobe também. Mas ela cai. Cai porque estão vendendo mais do que comprando. Simples assim. E não adianta ter raiva. Se você está comprado e a bolsa caiu, errou. Simples assim, está na contra-mão.

E o que é pior, com a febre do day-trade, os prejuízos são ainda maiores. Porque a bolsa cai, as pessoas ativam seus stops, só para ver suas ações subirem e ultrapassarem seu preço de compra uma ou duas semanas depois. Aí você compra de novo no topo. E ela cai de novo.

Da STOP e a ação sobe. E isso vai te minando por dentro e você vai ficando louco, além de perder MUITO dinheiro.

Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , , , , ,

ago 19

Na minha opinião, Bolsa de Valores significa a LUTA DE VOCE CONTRA VOCE MESMO!

Não existe arena melhor para ter um encontro com o que há de mais profundo e verdadeiro com você . Mas isso não é simples. Muito pelo contrário.

Basta verificarmos que todo dia deságuam no mercado médicos, engenheiros, professores, diretores, políticos, empregados, autônomos, comerciantes, aposentados, etc.etc.etc. Alguns honestos, outros nem tanto.

Vários são os profissionais que obtém sucesso no mercado de trabalho. Porém, como é sabido, muitos galgam sucesso cometendo falhas ou vícios ou maus costumes a anos. Muitas vezes passam uma vida toda sem perceber ou sem que outros percebam.

Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , ,

ago 19

Uma das decisões mais importantes que o investidor irá tomar não tem nada a ver com ações, futuros ou derivativos. Esta decisão crucial refere-se a escolha de uma corretora para operar. E há dezenas de empresas que oferecem serviços de ebroker e homebroker na internet. Como decidir qual a melhor para você?

Abaixo você verá os principais fatores a se considerar nesta escolha:

Descontos nem sempre é a resposta – considere inicialmente obter serviços completos do homebroker como cotações online de índices, ações e opções, notícias de diversas fontes, e gráficos com estudos técnicos completos. Geralmente é o melhor para os que estão iniciando no mercado e que ainda estão adquirindo conhecimento sobre o mesmo.

Disponibilidade – Experimente acessar o site da corretora diversas vezes ao dia, especialmente durante horários de pico, ou quando ocorrem grandes quedas ou grandes altas no mercado, ou quando o número de negócios no mercado estiver bem alto.

Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , , , , ,

ago 19

Aplicar no Mercado Financeiro, como qualquer outra coisa que você fizer na vida, exige um período de aprendizado. Para muitas coisas você paga um curso ou uma faculdade. No Mercado Financeiro, o aprendizado é ao vivo e a cores com o seu dinheiro sendo aplicado e operado.

Este período inicial de aprendizado dura em média de 1 a 3 anos. Quanto mais dinheiro você colocar no início, maior será o custo, portanto coloque o mínimo possível. É o único curso no mundo que você decide quanto custa. Normalmente eu recomendo que a pessoa coloque na bolsa no início no máximo 5% do seu capital.

É fácil ganhar pouco na bolsa e é fácil perder muito. É díficil ganhar muito e é difícil perder pouco. Quanto mais você tentar ganhar, mais poderá perder. Especialmente no início, contente-se com os pequenos ganhos e faça tudo que puder para evitar as grandes perdas.

Na bolsa, o que importa não é ganhar, o que importa é sobreviver. O ganho é natural para quem sobrevive, mais cedo ou mais tarde, portanto, lute todo dia para não ter perdas que te tirem da bolsa. Ela vai querer te expulsar todo dia e você tem de resistir todo dia. O jeito mais fácil de ser expulso da bolsa é o orgulho, a empáfia, a soberba e achar que já ganhou.

Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , , , , ,

ago 07

Um Clube de Investimento (em inglês: Investment Club) é um tipo de associação sem personalidade jurídica e com fins lucrativos que congrega exclusivamente pessoas físicas interessadas com o mesmo fim relacionadas com o investimento no mercado de capitais especificamente, mas que terão seus interesses guiados por um gestor encarregado de tomar conta do processo de tomada de decisão.

História

Os primeiros clubes de investimento de que há registo, tiveram origem nos países anglo-saxônicos, nomeadamente nos Estados Unidos da América, por volta de 1800. Numa altura em que o mercado de capitais se encontrava em plena ebulição e em que ninguém queria ficar de fora, surgem pequenos grupos de investidores que reuniam recursos humanos e financeiros no sentido de maximizarem o seu investimento diminuindo o handicap relativamente a outros investidores com mais recursos financeiros e fundamentados na pulverização do risco através da diversificação de estratégias de investimento. 
Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , ,

ago 07

Mercado de capitais é um sistema de distribuição de valores mobiliários que proporciona liquidez aos títulos de emissão de empresas e viabiliza o processo de capitalização. É constituído pelas bolsas de valores, sociedades corretoras e outras instituições financeiras autorizadas.

Os principais títulos negociados (título mobiliário) representam o capital social das empresas, tangibilizado em suas ações ou ainda empréstimos tomados pelas empresas, no mercado, representado por debêntures que são conversíveis em ações, bônus de subscrição e outros papéis comerciais. Esta constituição permite a circulação de capital e custeia o desenvolvimento econômico.

No mercado de capitais ainda podem ser negociados os direitos e recibos de subscrição de valores mobiliários, certificados de depósitos de ações e outros derivativos autorizados à negociação.

Seu objetivo é canalizar as poupanças (recursos financeiros) da sociedade para o comércio, a indústria, outras atividades econômicas e para o próprio governo. Distingue-se do mercado monetário que movimenta recursos a curto prazo, embora tenham muitas instituições em comum. Nos países capitalistas mais desenvolvidos os mercados de capitais são mais fortes e dinâmicos. A fraqueza desse mercado nos países em desenvolvimento dificulta a formação de poupança, sendo um sério obstáculo ao desenvolvimento, obrigando esses países a recorrerem ao mercado de capitais internacionais.
Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , , ,

ago 06

Um tipo de aplicação mais complexa do que aquela a qual está associada, as opções podem ser usadas em diversas estratégias, desde as mais conservadoras até as de altíssimo grau de risco.

Estas estratégias também podem ser calculadas para irem de encontro a algumas expectativas que são muito além de um simples ‘vai subir ou ‘vai cair’.

Operações Direcionais com Opções

Quando a maioria dos investidores começam a operar opções, é comum começarem comprando opções a seco, pois esperam que a ação suba e então compram a seco esperando tirar vantagem da possível alta na ação.

Estes operadores decidem tentar ‘investir em opções‘ dessa forma ao invés de operar ações certamente devido ao risco limitado, alto potencial de recompensa e pela pequena soma de dinheiro necessárioa para realizar suas operações a seco.

Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , ,

ago 05

Mercado de opções é o mercado onde se negociam opções, que são instrumentos financeiros utilizados no mercado de capitais. Uma opção confere, ao titular, o direito (e não obrigação) de comprar ou de vender um determinado ativo (ação, título ou bem qualquer) por um valor determinado.

As opções são instrumentos financeiros derivativos. Isto significa que o valor de uma opção e suas características de negociação estão ligadas a um ativo subjacente. Por exemplo, uma opção da PETROBRAS PN está ligada ao direito de compra ou venda do ativo PETR4.

Embora seja um instrumento de controle de risco e hedge exige perfeita compreensão dos fundamentos e planejamento estratégico sob pena de graves prejuízos.

O investidor que conhecer os fundamentos das opções, terá um meio efetivo de lidar com o risco pois passará a ter a sua disposição uma grande variedade de escolhas diferentes de investimentos.

O ativo ao qual a opção está sendo negociada pode ser um ação, um índice, um contrato futuro, uma letra do tesouro, uma commodity, etc

Definições

Uma opção de um ativo adjacente será ou o direito de comprar o ativo (opção de compra) ou o direito de vender o ativo (opção de venda) a um determinado preço e dentro de um determinado período de tempo no futuro. Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , ,

jul 13

Com o uso da informática, a Bovespa implantou em 1999 os serviços de Home Broker e do After-Market.


Home Broker

Home Broker é a forma de negociação de papéis em bolsa de valores pelo meio de ordens emitidas em meio eletrônico para corretoras de títulos mobiliários regularmente credenciadas. É a tecnologia que proporciona acesso a negociações em renda variável através da rede mundial de computadores.

Envolve desde o desenvolvimento de códigos fonte, websites, plataformas de negociação, até as conexões com as devidas entidades de negociação.

O início das operações do sistema Home Broker no Brasil marca a real entrada das pessoas físicas na Bolsa democratizando assim o mercado de capitais nacional.

O sistema da Bovespa é único no mundo no sentido de permitir que o investidor transmita a ordem de compra ou de venda diretamente ao Sistema de Negociação da Bovespa. Nos EUA, as ordens são executadas, em sua maioria, fora do âmbito das bolsas de valores.

É estimado que 200 mil pessoas físicas compram e vendem ações na BOVESPA via sistema homebroker.


After-Market

O nome After-market veio em virtude de que as aplicações eram efetivadas em horário após o fechamento do pregão principal da Bovespa, quando os investidores podem enviar ordens de compra e venda e realizar negócios pelo home-broker.

Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , ,

jul 13

A Bolsa de Valores de São Paulo – BOVESPA – é a bolsa oficial do Brasil, maior bolsa de valores da América Latina, a oitava maior do mundo e opera sob a supervisão da Comissão de Valores Mobiliários – CVM. Ela é uma entidade auto-reguladora, sua sede localiza-se no centro da cidade de São Paulo e seu principal índice econômico é o IBOVESPA.

Por muitos anos, a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro foi o grande mercado de ações do País. No entanto, a partir da década de 1980, perdeu espaço gradativamente para a Bovespa, como reflexo da mudança do eixo econômico-financeiro nacional do Rio para São Paulo. Em 2000, as duas Bolsas comandaram a assinatura de um acordo de integração das nove Bolsas de Valores brasileiras. O documento estabelecia qua as ações de companhias abertas e os títulos privados em geral seriam negociados na Bovespa, enquanto a BVRJ se encarregaria do mercado eletrônico de títulos da dívida pública, lançado em agosto daquele ano.

No ano 2000 as Bolsa de Valores de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minas-Espírito Santo-Brasília, do Extremo Sul, de Santos, da Bahia-Sergipe-Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba, do Paraná e a Bolsa Regional são integradas. Desde então a Bovespa passa a concentrar toda a negociação de ações do Brasil, as bolsas regionais mantêm as atividades de desenvolvimento do mercado e de prestação de serviços às suas praças locais.

IBOVESPA

O Índice Bovespa (Ibovespa) é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações das ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. É formado pelas ações com maior volume negociado nos últimos meses. O valor atual representa a quantia, em moeda corrente, de uma carteira teórica de ações, constituída em 02/01/1968, a partir de uma aplicação hipotética.

Continuar lendo »

Postado por Lilian Ribeiro
Tags: , , , , , , , , ,